Loading...

Please select your location!

europe
Running Global
Running Austria
Running Belgium
Running Bulgaria
Running Croatia
Running Cyprus
Running Czech Republic
Running Denmark
Running Estonia
Running Finland
Running France
Running Germany
Running Greece
Running Hungary
Running Ireland
Running Italy
Running Latvia
Running Lithuania
Running Luxembourg
Running Malta
Running Netherlands
Running Norway
Running Portugal
Running Romania
Running Slovakia
Running Slovenia
Running Spain
Running Sweden
Running Switzerland
Running United Kingdom
asia & oceania
Running Australia
Running Japan
Running Malaysia
Running New Zealand
Running Taiwan
america
Running Canada
Running Mexico
Running United States
Envio grátis em compras superiores a 120€

Börje Salming
- A Lenda

Para Salming os antigos poderes da cultura da Lapónia e misticismo são a essência de quem ele é e sempre será - a espinha dorsal do seu coração, mente e alma. É neste cenário que reside a sua herança; este é o lugar onde o vento sopra como nunca soprou antes e este é o lugar onde Salming encontra a sua liberdade. Os bosques e uma pequena casa de campo são o seu santuário, a sua fuga da atividade frenética da cidade. Nós, que já acompanhamos Salming de longe vemos o Laplander que conquistou o mundo de hóquei no gelo e tornou-se um Hall of Famer...

Já todos fomos rookies

"Durante os seus primeiros dias em Gävle, na Suécia, no início dos anos 70, como um novato a jogar pelo Brynäs IF, os seus companheiros de equipa foram numa odisséia em bicicleta pelo campo A equipa fez uma brincadeira; deram ao rookie Salming uma rota diferente de bicicleta - um percurso mais longo 100 quilômetros do que os outros seus colegas. Sem fazer perguntas; Salming fez essa viagem e regressou para o vestiário. Ele não disse uma palavra, apenas tomou um banho. No dia seguinte, Salming fez a mesma viagem novamente. Sozinho. Voluntariamente ... "

Você joga e você joga duro

A cultura Sami sempre encontrou energia e paz de espírito a viver perto da natureza selvagem e indomável. Os Sami enfrentam todas as dificuldades e sobrevivem - a desistência ou a rendição nunca foi uma opção. Esta é a cultura a partir da qual Salming descende. Jogadores de todo o mundo que ele encontrou nos ringes de gelo podiam sentir a sua herança Sami na sua atitude. Você joga e você jogar duro. No nonsense!

Salming nunca foi um jogador mediano no gelo. A sua herança ensinou-o a entregar-se sempre e a nunca desistir - não importa o custo. Mesmo com o custo de mais de 500 pontos cirúrgicos na face e uma perda de 50% da visão num dos olhos; você vai, faz o seu jogo e volta para ajudar a sua equipa a vencer. É uma mentalidade de sobrevivência. Uma atitude de um em um milhão, no entanto um valor tangível de marca de um Sami-descendente...

Havia apenas um caminho a percorrer

Tudo começou de volta para casa em Kiruna, uma pequena cidade acima do Círculo Ártico, na Suécia. Em homenagem a um pássaro ártico, Kiruna é famosa pelas suas minas de minério de ferro localizadas entre as montanhas de Luossavaara e Kiirunavaara. Este foi o lugar onde Salming começou a jogar hóquei e seguiu os passos do seu irmão mais velho Stig. Este é o lugar onde os irmãos Salming criaram grandes impressões em grandes clubes de hóquei que os levaram para o Elite da Liga sueca. Salming assinou com Brynäs IF em 1970 e ganhou o campeonato em 1971 e 1972. Ainda a meio deste sucesso, a equipa nacional sueca também chamou pelos serviços do futuro Hall of Fame.

Later that year, at Christmas time, Salming was approached by Maple Leafs' scout Gerry McNamara. He thought that the only league for Salming to play in was the National Hockey League. Börje said yes to that convincing scout that later would be the general manager of the Toronto Maple Leafs. Until this day, Mr. McNamaras quote still reminds us of what yet to come: "We did not realize until he got here how special Salming was…"

A Laplandic power symbol

The rest is history. The Laplander faced all the challenges he met during his 17 years with the NHL. Salming bridged ways for upcoming European hockey players. He had shown the Canadians the Sami-mentality over and over again, stating "if it doesn't kill you, it hardens you". In Canada Cup 1976, the crowd gave him a standing ovation that lasted a lifetime. Back in Sweden, people were in awe over what they had just witnessed on the television. Salming became the symbol of the power of the Laplandic culture and mysticism. When Salming summed up his career in 1992 the list was very long. He played at the highest possible level during the 70's, 80's and early 90's. 1148 regular NHL-games rendered 150 goals and 637 assists, giving a total of 787 points and six NHL All-Star Team appearances. In Canada Cup in 1976 he was elected an all-star. In Albertville Olympics in 1992, at the age of 41, he scored the most points in the Swedish national team and the most points of all defense players of all the countries playing. In 1996, as the first Swedish player, Salming got initiated in the Hockey Hall of Fame. A long journey came to closure; from Lapland to the Hockey Hall of Fame headquarters in Toronto. From the small backyard rinks of Kiruna, Sweden, to the greatest arena in the world for a hockey player…

No nonsense.

Today, as a businessman, Salming still makes use of his heritage and of his experience from 17 seasons in the toughest league of them all, NHL, with values that he was brought up to stand by and live with. That is who he is. Quality not served on a silver platter, but on a Sami wood tray carved in with sweat and blood. The essence of pure nature quality lies within all Salming products. As a hockey player he took all the low shots with his body and left the high shots for Maple Leafs goalies. That is who he was on the ice. That instinct, that drive, that power of Sami heritage made Salming the "go-to guy" when the tough got going, and a legend in Canada and Sweden from here to eternity…